Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

O mesmo

Hoje, andando por aí, encontrei uma pessoa que fez parte do meu passado.

Nunca brigamos, nunca nos desentendemos, nunca trocamos farpas. 
Deus me livre, nem em sonho isso.
Aliás, muito pelo contrário: essa pessoa costumava ser minha melhor amiga, há alguns anos.
Quis o destino que muitas coisas mudassem, na minha vida e na vida dela. Pessoas entraram, pessoas saíram, coisas aconteceram, coisas deixaram de acontecer. Faz parte do show.
O único problema é que o que tínhamos antes - uma bela amizade, por sinal - se perdeu por aí. Deve estar nos escombros de uma colisão de satélites orbitantes da suposição do que deveríamos ter feito para manter a amizade e do que de fato fizemos (a propósito, contando aqui nos dedos, não fizemos nada).
Por isso, nos distanciamos. E nunca mais nos falamos, tampouco nos vimos.
Mas hoje, sem esperar que isso fosse ocorrer, acabamos nos trombando num sinal fechado qualquer do trânsito. Coisa de 2 minutos.
"Como você tá, meu?"

"Que saudades, nunc…

Últimas postagens

Mundão

A barata

Duelo interior

Âncora

6:00 pm

Sofisma

Ímpeto

Existe algo

Isocronismo

Sessão de terapia