Medo meu

Esse tempo todo, pensei em mergulhar de cabeça em alguma aventura. 

Sem roteiro, sem origem, sem fundamento, sem dor de cabeça. Quero histórias novas.

Pensei em continuar aqui, tentando mudar o meu cenário atual. Até hoje não sei se consegui. 

Também pensei em fugir sem dar satisfações, quem sabe morrer para alguns por um longo tempo. Não consegui. 

Calculei os prós, os contras, as sortes, os reveses, os triunfos e os fracassos. Encontrei equilíbrio, no fim das contas. Um equilíbrio que, por sensatez, melhor não arriscar.

Falta alguma coisa. Falta alguém. É como se todas as pessoas que eu gosto estivessem num mesmo lugar e, ainda assim, eu procurasse outra pessoa. Talvez nem fosse uma pessoa que eu estivesse procurando. Talvez a procura fosse somente um pretexto para eu ir atrás de qualquer coisa.

Tenho andado pelas ruas ouvindo minhas músicas preferidas, enquanto os outros me observam. Devem estranhar ou ter pena. O vento bate no meu corpo em movimento, inutilmente tentando me desviar de coisa pior. Não sei bem o que tenho procurado.

Aí eu recuo, sem rumo. Sozinho, quase sem alma. Sem mim, muito mais com os outros. Talvez eu volte outra hora, um pouco menos confuso, muito mais esclarecido. 

Não sei quando, mas espero que não seja agora. Numa dessas isso tudo é medo de eu encontrar mais de mim, exatamente em mim mesmo.

E pensar que eu só queria histórias novas.

Comentários

  1. já disse e repito : vc escreve divinamente bem *-* parabéns ! e mais uma vez me identifiquei com o seu texto. vira escritor fáh ! rsrs vc parece uma pessoa profunda ,nada superficial. como se sua alma falasse por você. pode parecer bobagem mas eu gostaria mesmo de te entender e conhecer melhor. já li TODOS os seus posts,rs.tenho uma grande admiração por ti.

    beijos :*

    ResponderExcluir
  2. Caraca Fah, que texto perfeito cara!
    Bom demais o seu texto, um dia, quando eu for grande, eu quero escrever que nem você!
    Concordando com a julianahits, parece como que "sua alma falasse por você". Sem mais o que dizer cara!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Olha, o que eu vou falar pode soar muito "conservador" mas se o que você escreveu realmente tem haver com o que vc sente, eu quero lhe sugerir um caminho. Já pensou em ir á alguma igreja?
    http://www.abba.com.br/
    Vc pode tbm assistir pela internet msm, aos domingos. Ele preenche o seu vazio!

    ResponderExcluir
  5. 'medo de encontrar mais de mim em mim mesmo"
    amei ^^
    bjo :)

    ResponderExcluir
  6. Ultimamente tenho andado pelas ruas ouvindo minhas músicas preferidas, mas passo e percebo muitos me observando. Longe de ser por beleza que eles me encaram: é por estranhamento.
    Não é por beleza aonde!!!!!????

    ResponderExcluir
  7. Certamente você falou por mim, e seu texto é envolvente, nos dá vontade de ler até o fim.
    Parabéns

    ResponderExcluir
  8. Eu já passei por aqui antes e volto a dizer que você escreve muitíssimo bem(:
    P.s:Can i help you?

    ResponderExcluir
  9. Aventuras não precisam ser coisas loucas,de deixar os outros de cabelo em pé.Te sugiro uma muito saudável e que eu sempre faço,pra fugir um pouco da loucura do mundo:uma tarde com aquele amigo especial,aquele que te completa como ninguém consegue.Tá,e como isso se torna uma aventura?Aí vai depender só de vocês dois ;)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Faça a festa.

Postagens mais visitadas